CLINONCO - Clínica de Oncologia Médica

Endereço : Av. Nove de Julho. Nº4634/4644 - SP
  Contato : (11) 3068-0808

Atividade física previne câncer e reduz risco de volta da doença

Colaboração de Natalia Fernandes Garcia de Carvalho, mestre em Ciências

A observação clínica e os estudos epidemiológicos permitiram perceber que, de alguma maneira ainda não conhecida, a prática de atividade física previne câncer em indivíduos sadios, bem como a recidiva de tumores malignos em pacientes previamente tratados. Entenda:

Como atividade física previne câncer?

A prática de exercícios juntamente com a alimentação saudável e o controle de peso corpóreo, compõe a tríade, que hoje tanto se valoriza como o “estilo de vida saudável”, que parece ser essencial na redução de incidência e mortalidade das doenças modernas, entre as quais câncer, diabetes e problemas cardiovasculares.

Os exercícios físicos contribuem para a diminuição do estresse oxidativo — que é gerado pelos radicais livres acarretados, por exemplo, pelo consumo de frituras, álcool, tabaco, entre outros. Estes radicais provocam mutações no DNA das células, contribuindo para o desenvolvimento de câncer.

Além disso, exercícios ajudam a equilibrar diversos hormônios que estão envolvidos no crescimento de tecidos, como os sexuais e a insulina, bem como tendem a diminuir processos inflamatórios e o acúmulo da perigosa gordura abdominal.

Evidências epidemiológicas sugerem que pessoas ativas apresentam risco 30% menor de desenvolver câncer colorretal e 20% menor de desenvolver o tumor de mama.

Ajuda no tratamento

Existem também fortes evidencias que tanto a atividade física quanto a alimentação saudável tendem a influenciar o sucesso do tratamento de um tumor maligno.

Levantamentos mostram que pacientes seguidos após operação curativa de câncer de intestino grosso, que realizavam caminhadas de pelo menos cinco quilômetros cinco vezes por semana, reduziram pela metade a probabilidade de morrer do câncer.

Semelhantemente, pacientes que passaram por cirurgia de câncer de mama e que realizavam a mesma atividade física por 30 minutos de quatro a cinco vezes na semana apresentaram 60% de redução do risco de recidiva da doença.

Em suma, além de o exercício físico ajudar na profilaxia do câncer, ele também contribui para a cura de pacientes que tiveram a doença. Se lembrarmos que a qualidade de vida das pessoas poderá se enriquecida pelo exercício, teremos encontrado nele um adjunto formidável que a medicina e a sociedade até muito pouco tempo atrás não imaginava ser possível ou plausível.

 

Fonte: Dr. Artur Malzyner é médico Oncologista e Consultor Científico da CLINONCO – Clínica de Oncologia Médica, Médico Oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein.

 

Acesse o link do Portal Ativo Saúde: https://www.ativosaude.com/especialistas/atividade-fisica-previne-cancer/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *