CLINONCO - Clínica de Oncologia Médica

Endereço : Av. Nove de Julho. Nº4634/4644 - SP
  Contato : (11) 3068-0808

Tabagismo e câncer

O tabaco é umas das principais causas de mortes evitáveis em todo mundo. Durante o século XX, aproximadamente cem milhões de pessoas faleceram devido ao seu consumo. A cada ano, cinco milhões de pessoas morrem por doenças relacionadas ao tabaco.

Na fumaça do cigarro há 7 mil compostos químicos, dentre eles 250 são sabidamente perigosos para a saúde, como cianeto de hidrogênio, monóxido de carbono e amônia.  Destes, 69 comprovadamente causam câncer, como por exemplo o benzeno, arsênico, níquel e cloreto de vinila. É importante ressaltar que muitas destas substâncias possuem efeitos desconhecidos no corpo humano, tornando-as ainda mais perigosas.

Sabe-se que grande parte das neoplasias são causadas por fatores ambientais modificáveis, sendo o tabagismo um destes fatores. A poluição, abuso de álcool, dieta pobre em frutas e vegetais, excesso de peso, sedentarismo, tabagismo e sexo desprotegido são outros exemplos de causas que podemos atuar a fim de diminuir a incidência de câncer na população.

O tabagismo ainda é uma das principais causas de câncer e isoladamente contribui para 21% do total de mortes por câncer no mundo. Aproximadamente metade dos tabagistas morre de causas relacionadas ao vício e as pessoas que fumam perdem em média 13 anos de suas vidas devido ao tabaco.

Quanto aos tipos de tumores causados pelo cigarro, estes são inúmeros. Alguns dos principais tumores são: colorretal, cabeça e pescoço, rim, pulmão, bexiga e estômago. Dentre estes, o câncer de pulmão e bexiga são os que têm grande associação com o hábito do tabagismo.

A cessação do vício traz benefícios imediatos, como melhora da capacidade cardiovascular e da qualidade de vida. Mesmo os pacientes em tratamento câncer são beneficiados quando interrompem o vício. O risco de morte diminui em 30 a 40%, o risco do câncer recorrer também diminui, assim como o surgimento de uma segunda neoplasia e a chance de que o paciente morra do câncer propriamente ou de outras causas. Além disso, há uma melhora na cicatrização de feridas e melhora na resposta à quimioterapia.

O indivíduo que para de fumar já apresenta benefícios em curto prazo. Estes benefícios surgem de horas a dia após a cessação do vício,  como por exemplo, a normalização da pressão arterial, frequência cardíaca, diminuição da tosse, melhora da função pulmonar e diminuição dos níveis de dióxido de carbono no sangue.

Nunca é tarde para interromper este vício tão maléfico à nossa saúde. Faça sua parte e incentive quem está próximo a você a parar de fumar.

 

Dr. Victor Andre de Almeida Zia – CRM: 151.458

Oncologista da CLINONCO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *